domingo, 6 de junho de 2010

Impasses regionais complicam formação de chapas nos Estados

A cinco dias da largada para as convenções em que os partidos definem seus candidatos para o pleito de outubro, divergências regionais ainda barram a montagem dos palanques em diversos estados.
São disputas que, em muitos casos, ocorrem dentro da base aliada, protagonizadas por diferenças entre PT e PMDB.
O PMDB deve aprovar em convenção a indicação do deputado Michel Temer (SP) para vice na chapa da pré-candidata a presidente Dilma Rousseff (PT), mas rusgas regionais com o PT persistem, ameaçando a união das siglas no plano nacional.

Maranhão

No Maranhão, o clima de guerra entre PT e PMDB inclui até ameaças de greve de fome.
O PT local aprovou, por dois votos de diferença, apoio à candidatura do deputado federal Flávio Dino (PCdoB) ao governo, mas a aliança nacional levaria o partido a apoiar a tentativa de reeleição de Roseana Sarney (PMDB)
A briga inclui denúncias de que representantes do PT no Maranhão teriam recebido proposta em dinheiro para apoiar o grupo dos Sarney. Roseana nega as denúncias, que o PT nacional apura.
O impasse no Maranhão deve ser resolvido pelo Diretório Nacional do PT, em 11 de junho, mas setores do partido que rejeitam a alainça com os Sarney prometem resistir a uma possível intervenção.
Vamos fazer greve de fome na Câmara [contra a aliança do PT-MA com os Sarney]" afirma Domingos Dutra, deputado federal (PT-MA)
 
“Uma intervenção empurrará a maioria da militância para ações sobre as quais não temos controle, como greve de fome. Vamos fazer greve de fome no plenário da Câmara”, afirmou ao G1 o deputado federal Domingos Dutra.

Do G1, em São Paulo

Um comentário:

rebelcmali disse...

porque que tu não bota a farra do teu patrão com o dinheiro publico ???http://colunas.imirante.com/decio/2010/06/06/roberto-rocha-e-ze-vieira-voando-nas-asas-do-dinheiro-publico/#comment-74055